Canto de Esperança

Os lábios que ensinam a verdade e educam através do exemplo e do amor são mais nobres do que aqueles que apenas murmuram orações.

As mãos que socorrem os que sofrem e os que se encontram em necessidade transformam-se em asas que voam na direção do futuro, tornando o mundo melhor, são mais santas do que aquelas que apenas abençoam com gestos.

As vozes que modulam palavras de bondade para com as crianças-ninguém são mais abençoadas do que aquelas que somente louvam a Deus.

Os esforços de ternura para educar e reeducar crianças são mais edificantes do que aqueles que amealham moedas, mesmo que sejam de ouro.

Quem se oferece para auxiliar um ser infantil, investe no porvir da Humanidade com doação de luz.

A criança débil de hoje poderá ser um sol poderoso amanhã ou um abismo de sombras ameaçadoras no porvir.

O sentido da vida é educar, porque fora da educação não há como sobreviver na multidão.

Por isso, é necessário que o discernimento e a emoção humana direcionem-se aos pequeninos que avançam no rumo da posteridade.

Quando a vida tem um sentido superior, nada se lhe torna impedimento.

Debalde se combaterá a violência, o crime, a dissolução dos costumes, nos campos complexos das discussões acadêmicas em salões de luxo, intermediadas pelas refeições opíparas e caras, enquanto a miséria infantil espia, morrendo esfaimada do lado de fora.

O mundo de hoje, com as suas trapaças e dores inomináveis, é o resultado do abandono da infância no passado.

Faze algo!

Torna-te um recanto de amor e sorri ao pequenino da rua, apontado como malfeitor, ou em situação de perigo social.
Recolhê-lho aos redutos corretivos, sem alma nem amor que educam, é condená-lo à autodestruição ou à destruição dos outros.

Onde mora? Quem são os seus pais? Quais os direitos que possui?

Bem poucos se interessam por saber, a fim de o ajudar.
Jesus, porém, reuniu alguns deles no seu seio e prometeu-lhes o Reino.

Ajuda-os a encontrar o caminho que os levará a esse lugar formoso que irão construir na Terra.

Insiste no teu canto de esperança.

Entoa o hino de bondade e faze que cada verso da tua canção se transforme num comovente estribilho de amor e de educação.

Um dia, não muito distante, volverás ao palco terrestre na condição de criança.

Realiza hoje em favor da infância, o que gostarias de receber, quando retornares amanhã.

A Lei Divina estatuiu que o bem que se faz é o bem que se faz a si mesmo.

 [Amélia Rodrigues / Divaldo Pereira Franco
Site: Divaldo Franco]

Anúncios

Fale-nos o que achou!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s